Iakekan é o Som do Trovão!


“Estou no meio da tempestade por minha própria vontade, para que todas as minhas folhas mortas caiam e sejam levadas pelo vento.” Ruth Saint Dennis.

Ela é a Rainha dos Ventos! Quando ela se manifesta, rompendo o fino véu que separa o mundo da manifestação do plano espiritual, sua Presença é proclamada com luz e som . A alegre protetora é radiante de luz . Emanando o Raio do Destemor Feminino entre nós, ela conclama as mulheres a sacudir anos de submissão, dependência e conformismo. Ela nos ajuda a sair da inércia e nos transforma em guerreiras da paz e da preservação da natureza , assumindo a responsabilidade por transformar a consciência de homens e mulheres para que possamos viver num mundo mais justo e harmonioso. Ela é o fim do “kiriri” , o tempo da tristeza e do silêncio das mulheres, que veio junto com os valores e leis do patriarcado.

Como mulheres e mães , temos a chance de re-educar a nós mesmas e aos nossos filhos e parceiros para nos livrar de tantos condicionamentos limitadores de felicidade estabelecido em nossa sociedade patriarcal. Todo mundo tem direito a ser livre e feliz!

Ela vem para nos guiar, nos manter alerta aos nossos próprios condicionamentos de menos valia, nos acorda para compreender como introjetamos anos de dominação masculina, de como nos ensinaram a ficar em nossos lugares coadjuvantes , sem reclamar. Assim nos tornamos mão obra barata para as empresas e gratuita dentro de casa , no trabalho doméstico invisível, na criação solitária dos filhos. Essa é a realidade da maioria das mulheres. Felizmente, já existem as exceções de homens lua e mulheres sol que já fazem diferença neste mundo e vão se constituindo na massa crítica que nos permite fazer essa revolução amorosa.


Fazemos mágica todos os dias harmonizando a casa , as relações familiares , embelezando e dando sabor e perfume na vida dos que nos cercam. Precisamos, no entanto, nos responsabilizar pela nossa própria vida e felicidade e a aprender que é a partir das nossas mudanças internas que o mundo também vai se transformando. Exercitar as nossas liberdades, fazer escolhas conscientes antes da nossa ação no mundo. Ela nos ensina que é preciso romper com padrões restritivos que nos impedem de manifestar o poder alquímico e criativo do amor . Essa mudança começa dentro de nós, quando nos desapegamos dos velhos padrões e ousamos criar uma nova ordem.


Que os ventos e raios de Yakekan, nos inspirem a promover mudanças radicais em nossas vidas! Que a alegria da Deusa nos ensine a fazer isso com a leveza ou com a fúria dos ventos, de acordo com a necessidade do momento, mas que a gente sempre possa dançar com o vento , mexendo e remexendo, tirando tudo do lugar, levantando a poeira, até que os bons ventos tragam um novo tempo de alegria e liberdades.